B - BAIXOS-RELEVOS

Este é um exercício colaborativo com o mesmo propósito que o anterior.


Palavras-chave - Exploração a partir do corpo.

Finalidade - Exploração de um tema usando métodos não verbais. Iní-

cio da construção dramatúrgica corpórea.

Descrição - Esta é uma variação importante do exercício anterior (os quadros viventes). Os participantes estão todos reunidos em um lado da sala (ou divididos em dois grupos, se forem numerosos). O condutor, ou um dos participantes, pronuncia uma palavra. Um participante, por acaso, separa-se do grupo e rapidamente se posiciona em aderência à parede oposta, assumindo uma postura física derivada da palavra que ouviu. Ela expressa, através da igura, o signiicado da palavra. Após um breve período de observação, os outros começam, um após o outro, a aderir-se à igura, atravessando rapidamente a sala e aderindo à parede e ao acompanhante, acrescentando novas iguras que completam o baixo-relevo.

Duração - Aproximadamente 20 a 25 minutos.

Observações - Ao contrário do exercício anterior, há uma necessidade maior de contacto físico. Este ponto pode ser problemático se o trabalho for realizado, como no caso de alguns grupos de migrantes, com participantes de culturas em que o contacto físico é desconfortável. Cabe ao condutor entender se o grupo consegue superar este tipo de obstáculo ou se o exercício deve ser modiicado, limitando a solicitação de contacto físico.